“esperando verdade de criança”

– mamãe, existe fantasma ?
– ah mel, existe muita coisa ! por quê ?
– eles são redondinhos mamãe….redondinhos ovais e são trasparentes tbém…transparentes meio brancos ! eu sempre vejo, estão sempre ai…perto da janela !
– entendi, e vc tem medo ?
– não mamãe, pq o que vejo não são fantasmas, são elfos !
– ou talvez sejam fadinhas, tipo a sininho…(meio que brincando, mas depois percebi que ela estava falando sério)
– não mamãe, são elfos mesmo !!!! é que eles escondem a verdadeira forma…não sei porque ! vc nunca viu ???
– ah…devo ter visto, mas com o tempo perdi a capacidade, nem me lembro mais !
– como assim perdeu a capacidade?
– sabe mel, existem algumas coisas no mundo, que não é todo mundo que vê, não é todo mundo que sente…e quando a gente conta uma coisa assim para alguém que não vê, não sente como a gente, essas pessoas não acreditam e acabam fazendo a gente não acreditar tbém se a nossa força não for maior que a delas. e quando a gente não acredita em alguma coisa…a gente acaba perdendo a capacidade de ver…e quando a gente não vê…a gente acaba esquecendo ! talvez eu já tenha visto e acabei esquecendo…pq minha força não era grande pra manter esse meu sentimento !
– então eu vou ser forte mamãe, e quando eles vierem de novo e vc estiver por perto eu te aviso tá ?
– tá bom…eu vou ficar esperando !
– combinado ! boa noite mamãe !

Anúncios

que se Fadem !

que grande besteira me é dita:

– “depois ela vai crescer e descobrir que era tudo mentira !”
– “elas têm que saber a verdade desde cedo”
– “eu dou mesada pra minha filha (detalhe: de cinco anos), pra ela já ir aprendendo a lidar com o mundo real”
– “e isso é tudo muito comercial tbém”

e daí ?
o que não é comercial ?
me digam: o que não é comercial, salvo os nossos sonhos … as nossas verdades criadas … a nossa imaginação ?
das máfias, de todas as máfias desse mundo …
a melhor !
pq trás a chave … pq é uma farsa que trás consigo a gde falha do sistema !
que se foda o depois dos pseudo-intelectuais que não entendem nada do mundo dos sonhos e da fantasia !

pois o que era mentira ???
e o que é real ???

nãe era mentira o coração dela batendo forte …
o olho brilhando …
e mais do que isso, a certeza :
“é possível mamãe … é verdade !”
ali, naquela hora …
que não foi ontem e que nem será amanhã…
tudo é possível … e tudo é verdade !
inclusive o meu arrepio !

eu realmente quero que se foda o depois …

aquelas fadas e princesas
teciam sonhos no que há de mais íntimo dentro da imaginação da minha filha !
bem ali …
todas
naquela única hora que duraria pra sempre …
pq eu vi, realmente, o tempo parar .
elas eram mais reais do que qq farsa que pudesse existir por de trás de qq coisa que pudesse ser !

pq o coração das crianças é assim …

mas os adultos insistem em mostrar para elas a farsa !
a grande farsa do mundo !
os contos de fadas … as grandes histórias … os mitos … as lendas … os monstros …
nada disso existe, não é mesmo ?! (leia-se com ironia)

e como diria um gde amigo meu …
ensinam a “verdade”
submetem seus filhos desde agora – pensando no amanhã, é claro ! – ao treinamento da matrix !
“a grande ordem do pasto esta formada !”

eu quero que se fodam os pseudo-intelectuias … que preferem poupar os seus filhos do mundo fantástico … mas mergulham suas crianças no mundo “real”, no mundo “sem farsas” … e ensinam isso desde tão cedo quanto for possível .

não …
se depender de mim …
não deixarei a pequena sereia, parar de cantar …
não deixarei mulan desistir de seu sonho … pq é mulher …
não deixarei a bca de neve comer a maça envenenada …
não deixarei cinderela … perder seu sapatinho de cristal …
e não deixarei bela … adormecer !

não …
se depender de mim …
entro no sonho,
e viro princesa tbém !

pois era uma vez …

sonho cruzado

de sexta para sábado, eu e a Mel, morrendo de saudade uma da outra, resolvemos dormir juntas na cama dela .

passamos algum tempo abraçadas conversando até adormecermos…eu sonhei que estava em uma festa, onde vou todos os anos e tenho muita vontade de levá-la comigo, no sonho eu consegui !
me lembro de ter encontrado muita gente por lá, mas me lembro mesmo de estar com ela !
nessa festa tem uma barraca de doces muito boa ! tem todos os tipos de doces que vc pode imaginar…caldas, marshmallow, enfim…todas essas coisas deliciosas que toda criança…e adulto (hehehehe) gostam !
então, paramos na barraca e eu comecei a escolher o que queria: um doce de côco com calda de chocolate e um leve toque de marshmallow ! =)

daí perguntei pra ela: e ai melzoca, o que vc vai querer ?

em meio a tantos doces, havia uma meia dúzia de frutas, todas dentro daquelas redes que vendem limões, sabe ?
então, ela pegou uma redinha com uma ameixa dentro e disse: eu vou querer esta ameixa mamãe !

Pasma !

quando foi de manhã (e ela sempre acorda antes de mim),  ela cordou chorando…
quando eu perguntei o que havia acontecido ela disse:

– é que eu tive um sonho ruim…
…eu sonhei que estava indo com vc comprar pilha, e eu estava comendo uma ameixa…
de repente apareceu um gorila querendo pegar a ameixa de mim…e agora que eu acordei, ele já tinha comido a minha ameixa e estava comendo minha mão (essa aqui, ó mamãe – mostrando a mão direita) e minha barriga tbém !

daí ela veio e disse:

–  o que é um buraco-negro?

buraco_negro.jpg

– ah, entendi!! tipo a alice, né mamãe?

– (…)

– ele é bom ou é ruim?

– o que vc acha?

– ah, eu acho que ele é bom!

– e de onde veio o sol?

– ?????? hummmm ??????
….já sei!!!

“- zé big: nós somos o resultado da primeira maravilha do universo: o ponto singular: a grande explosão: o Big Bang! irmão, lembra da história? e então o big pequeno ponto explodiu e bang!!! – surgiu o universo com suas estrelas, constelações, sóis, planetas, luas e tudo o que se possa imaginar!”
(in Pinóquia – a peça!)

ela saiu e voltou depois…

– olha o desenho que fiz pra vc!

banana.jpg

– o que é?

– é um coqueiro…mas eu esqueci de fazer as bananas…

– bananas? mas um coqueiro não dá côco?

– não mamãe…um coqueiro dá bananas, ué!

:))