Relicário

ela não precisava de carinho
não precisava de consolo
os galhos se quebram com o peso das coisas
e a queda continua
inevitável !
ela precisava encontrar o chão
mesmo que fosse a tal falsa sensação de chão
e não importava como
fosse do jeito que fosse !

_____________________________________________________

– “sabe, é questão de perspectiva mesmo!
se vc quiser tirar uma foto onde uma Rosa pareça ser maior que uma avenida, vc pode !
a gente olha pro mundo e tudo parece tão grande, tudo tão injusto, tão miserável…
mas a Rosa pode ser muito maior que isso”

sim, pode !
e uma vez encontrada, Ela pra sempre será !
por isso não há volta !
só que Ela É na mesma proporção pro que é “bom” e pro que é “ruim” !
e pq Ela simples É, Ela age !
um guerreiro quando encontra a Rosa
deve assumir a responsabilidade
não dizem que tudo tem um preço ?
pois o preço da Rosa é fazer saber
que de um jeito ou de outro
Ela vai se fazer presente
Ela vai te devorar
se isso será “bom” ou “ruim” ?
dependerá de vc !

deixe que Ela se torne menor que o mundo
e vc verá
Ela vai se tornar um incômodo
mas  não deixará de existir
esse é seu maior tesouro
que pode se tornar maldição
como nosso amigo preso num escafandro
que sente o mundo a sua volta
vê o mundo a sua volta
mas não pode tocá-lo !
vc compreende ?

_____________________________________________________

e ela não precisava de carinho
e ela não precisava de consolo
e a Rosa se fez perceber
de um jeito ou de outro (daquela vez de outro mesmo!)
pq a nossa integridade não se interessa em alegria ou sofrimento
ela só se interessa em ser, ela é uma Rosa !

– mas me diga, o que eu posso fazer se não ficar mais atenta à partir de agora? 
o que foi certo e o que foi errado se eu cheguei onde cheguei ?

“- À partir de agora vc pode lutar contra o tempo  pra não perder mais coisas e quem sabe, recuperar alguma…”

é  tudo isso que a Rosa dentro de mim  está dizendo – sem dó e nem piedade:

“- vc pode  lutar contra o tempo pra não perder mais coisas e quem sabe, recuperar alguma…”

CORRA LULU, CORRA !

a dança sem fim

– “Não é você mesma quem descreveu a profunda intuição do momento: ´todo dia é hoje´
Não, ´todo dia é hoje´ só para quem vive num eterno retorno…
Cada dia é um dia, cada hora é uma hora, diferente das demais, cabe a você perceber absolutamente os tipos de dia, e não se condicionar num estereótipo por simples desfastio, assim que é o rio…

– E acho sua frase muito profunda e coerente:
“A realidade é a minha maior evidência do mal que as substâncias fazem para o corpo e para a mente.”
Mas vc simplesmente não pode passar pelo mundo sem fazer parte dele…
Vc pode fazer escolhas…
Escolher “isso OU aquilo”
Mas vc não pode escolher “isso E aquilo”
E vc não pode escolher pelas pessoas os “aquilos” delas…
Agora me diga uma coisa…do fundo do seu coração mesmo….
Quantos dias por ano, se vc puder calcular uma média, vc não se sente num eterno retorno?
Quatos ? Seja muito honesto !
Pq eu estou falando da praticidade de quem tem que matar um leão por dia…
(…)
Mas tbém quero dizer da minha insuportável rotina…
da minha falta de horizonte às vezes…
do dia-a-dia frénetico em que nada acontece…
Mas é claro…cada segundo que chega é uma boa hora para virar a mesa…sempre !
até que essa virada….seja, última, fatal e a única que importa !
enquanto isso…
é apenas um ensaio…
impossível, né?
essa é a minha convicção mais profunda…
não ter que esperar por segundos concedidos…
seja aqui…ou em qq outro lugar !

nada …


… é o que parece ser !

(eu já queria ter feito um post sobre o que eu vi
– e vejo sempre – no “ano novo ” aqui na praia !
mas não queria, realmente, uma dissertação daquelas
clichês falando sobre o “pato” que a natureza acaba pagando com tudo isso … mesmo pq,  todo mundo já sabe (eu acho) !
a moral da história é que pra mim, os tais fogos são apenas…
artifício !)

as imagens eu roubei lá no blog do Dani … só mudei
o texto !

enfim …
já que …

… que 2009 seja um único e impecável grande giro !